O dia das crianças pautado por dois extremos

Ano passado fiz um post especial para o dia das crianças, indicando duas coleções de livro (com uma dica “extra”. Vocês podem conferir aqui) e dois filmes. Para não me repetir, resolvi aproveitar a temática ao longo dos dias que antecedem o feriado e, certamente, preparar um especial para o dia 12. Comecei ontem com a resenha de Capitães da Areia. Na véspera do dia das crianças, optei por pautar dois extremos. Os primeiros dias de existência, em contraponto com o jovem curioso e com maturidade superior a indivíduos da mesma idade.

Arrisco dizer que vivemos em uma era pouco sensitiva a surpresas. Toda novidade possui uma roupagem de coisa datada. Os recados são recebidos, usualmente, via e-mails ou simples recados nas redes sociais. Fatos que gostaríamos de relatar com calma para ressaltar a importância, são resumidos em 140 caracteres. Nessa troca de informações ausentes de tempo suficiente para apreensão, pouco sabemos sobre a reação das pessoas.

O britânico Tom Robinson inspirou-se no triste lapso de atenção da sociedade atual, criando a série de fotos I’m going to be a dad que registra a reação dos parentes, amigos e colegas de trabalho ao receber a notícia de que ele seria pai. É interessante a ideia de guardar um estágio importante da paternidade.

As câmeras digitais são ótimas por isso – se antes reuníamos algumas pilhas de fotos de quando éramos crianças, hoje os bebês acumulam mais de 10gb de fotos no computador com apenas dois anos de vida. De certa forma, Robinson guarda o momento desde o traço inicial – a recepção de algo tão importante para ele.

Um ponto ideal para iniciar o álbum – ou, no caso, a pasta no computador – para a criança que está por vir. Selecionei algumas, mas, como de costume, recomendo uma visita completa ao site do fotógrafo.

E eis que aparece um garoto – nem tão criança, porém jovem, apaixonado por cinema. Com apenas 14 anos, Mahdi Chowdhury é designer e realizou um trabalho especial com seus diretores favoritos. E os nerds precoces que me perdoem, mas com a idade desse menino eu estava conhecendo o trabalho desses cineastas – de uma forma bastante singela, vale reforçar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s