Arte em copos de café

Em julho, a Fernanda Lopes fez um post bem bacana sobre o Starbucks e a neo pop-art. É fato – quando inauguraram a primeira unidade do Starbucks em São Paulo, virou festa. O copo característico, com seu nome (no meu caso, sempre escrito errado) funcionava quase como souvenir, exposto na estante ao lado de um monte de cacarecos.

O projeto atribui certa utilidade às embalagens – deixa-as, enfim, com tom simpático de souvenir. Todavia, a rede queridinha dos amantes de café não é muito barata em solo brasileiro. As máquinas de café mais simples podem não oferecer as regalias e outras tantas opções de sabores, mas são ótimas opções para ingerir cafeína sem gastar muito e de forma mais rápida.

Não vem com o seu nome escrito, mas também pode servir como base para criações. Boey é americano, não tem ligação alguma com a rede Starbucks, mas resolveu desenhar nos copos mais simples de café. Foi tão longe que até mesmo os vende no Etsy. No momento, ele “emprestou” sua arte à propaganda da marca de canetas Sharpie.

Um trabalho aparentemente banal, porém difícil. Quem já tentou rabiscar esses copinhos sabe que dependendo da caneta, a tinta vaza nos contornos do isopor. Mesmo assim, ele acerta o traja. Haja criatividade – mesmo que não seja a intenção, ele acaba criando cenários no curto espaço de um copo.

Mais no Flickr.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s