Desafio Literário 2011 – Até Mais, E Obrigado Pelos Peixes!

Não é novidade ouvir alguns leitores da série O Guia do Mochileiro das Galáxias dizendo que Douglas Adam deveria estar caído de amores ao escrever o quarto volume da coleção. Até Mais, e Obrigado Pelos Peixes, é o adendo quase perfeito à “trilogia de cinco”. A narrativa é permeada por um tom poético. Até os elementos mais sem sentido são amenizados por descrições delicadas na maior parte do tempo.

Mais uma vez Arthur Dent aparece deslocado e confuso, sensação intensificada ao descobrir as desventuras do amor. Ele aparece na Terra, e aparentemente tudo continua exatamente como no momento que antecedeu a destruição do planeta. O prelúdio da destruição é colocado como mera intervenção do governo para confundir a nação.

Mesmo atrapalhado durante a fase inicial de reconhecimento, ele logo se adapta. Mas passa a dividir o tempo entre a curiosidade para saber o que aconteceu na Terra durante seus oito anos de viagem pelo universo e a sua nova namorada. Até o nome atribuído à personagem parece uma referência ao ridículo do amor: Fenchurch.

A trama se concentra no casal. Não há mais acontecimentos mirabolantes, ação, e o humor inteligente também diminui a frequência nas passagens. Há apenas um ponto a ser desvendado – o motivo do sumiço dos golfinhos do mundo, bem como a presença de um misterioso e belo aquário na casa de Arthur. Sem contar o fato que a cada página deixará o leitor mais curioso – o paradeiro de Marvin, Trillian e Zaphod.

Entre os quatro livros, sem dúvidas este é o responsável pela leitura mais leve. Os acontecimentos não despertam sensações, e parecem moldados para puro entretenimento. O que não é de todo ruim. Afinal, o autor mantém uma boa escrita e consegue estabelecer uma boa ligação entre os fatos. Por outro lado, muitos aspectos deixam a desejar. Se em A Vida, O Universo e Tudo Mais havia uma preocupação em explicar todas as interrogações deixadas pelos volumes anteriores, Até Mais, e Obrigado Pelos Peixes deixa várias lacunas no enredo. Sem entrar em detalhes do desfecho, que não poderia ser mais triste.

Mas seria maldade não atribuir os devidos créditos à Adams pela montagem do quarto livro da série. Nada mais sensato do que redigir um prólogo curto e inteiramente envolvente como degustação no início da obra. Estratégia de gênio para capturar a concentração e interesse do leitor.

ADAMS, Douglas. Até Mais, e Obrigado Pelos Peixes! Editora Arqueiro, 2009. Tradução: Marcia Heloisa Amarante Gonçales. 142 páginas. Preço sugerido: R$19,90.

Esta resenha corresponde ao tema de Abril do Desafio Literário 2011.

Anúncios

2 comentários sobre “Desafio Literário 2011 – Até Mais, E Obrigado Pelos Peixes!

  1. Essa série tornou-se a querídissima de todos os tempos do DL. Apesar de não gostar da série, me empolgo com as resenhas dos participantes. Parabéns por cumpri mais esse desafio.

    Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s